Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

Documentário produzido pela GP7 Cinema com direção de Andréia Kaláboa integra a mostra Mirada Paranaense e terá duas exibições dentro do festival.

A estréia será no sábado, 08/06, às 19h30min, no Cinema Itáu do Shopping Crystal, seguida de debate com a platéia com a participação da diretora e também do produtor e corroteirista do filme Guto Pasko.

A segunda exibição será no Cine Passeio dia 12/06, quarta-feira, às 19h.

O Pinhão é uma espécie de moeda paralela, um vale de papel, que circulou em vários pontos da periferia da capital paranaense por um bom tempo.

O filme “Pinhão” acompanha a rotina dessas comunidades na periferia de Curitiba que partilham produtos e constroem relações de amizade e cidadania através da economia solidária. São os Clubes de Troca, em que o preço dos produtos não é medido em reais, dólares ou qualquer outra moeda monetária. Lá, se quiser comprar comida, roupas ou artesanato, não adianta ter cheque, cartão de crédito ou débito. Ou você tem Pinhão, ou nada feito.

A produção foi viabilizada através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura junto a Fundação Cultural de Curitiba e contou com o incentivo fiscal da CAIXA.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , ,

Categorias
Festivais, Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

O projeto de longa-metragem ficção idealizado por Andréia Kaláboa e roteirizado em parceria com Tiago Lipka  participou do Curitiba LAB dentro das atividades do Festival Internacional Olhar de Cinema em parceria com o SESI/PR.

O LAB é um espaço para desenvolvimento de projetos cinematográficos, com o objetivo de apontar suas forças e fraquezas, além orientar os produtores de modo a tornar seus projetos mais atraentes e viáveis. Os consultores foram Tati Leite, Ana Johann, Leonardo Levis e Aly Muritiba.

“Sereis Uma Só Carne” é uma obra audiovisual sobre o empoderamento feminino dentro do universo religioso, em que se misturam fé, fantasia e realidade, tudo isso permeado de erotismo.

Projeto participou da 14ª edição do Curso de Desarrollo de Proyectos Cinematográficos Iberoamericanos da Fundação Carolina / Programa IBERMEDIA em Madrid/Espanha em 2016 (único projeto brasileiro selecionado nessa edição) e do 5º Laboratório Novas Histórias – Programa SESC/SENAC de Desenvolvimento de Roteiros 2015.

O filme será a estréia de Andréia Kaláboa na direção de longas de ficção e a produção é assinada por Guto Pasko. Neste momento a produtora busca os recursos de produção e parcerias de coprodução internacional e a estimativa é filmar em 2018.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

O longa documentário aborda o cotidiano do município paranaense de Prudentópolis e fecha a trilogia ucraniana do diretor.

O município de Prudentópolis no Paraná é peculiar. Tudo inspira a Ucrânia. Dos atuais 52 mil habitantes, 75% são de origem ucraniana. Os ucranianos em Prudentópolis fizeram-se valer da superioridade numérica para impor seus meios de identificação, fazendo que, concomitantemente, os demais que também habitam a região (brasileiros e poloneses), assimilassem seus usos e costumes e, deste modo, aceitassem suas representações de modo incontestável, tornando-se um caso único no mundo, aonde o grupo que chega, domina o grupo receptor.

Embora estes três filmes abordem a temática da imigração ucraniana, são filmes absolutamente diferentes e independentes, com focos bem específicos, porém, se completam enquanto temática e estudo de caso.

O primeiro filme de Pasko que aborda a imigração ucraniana é o longa-metragem “Made in Ucrânia” (2006), que faz um resgate histórico-didático sobre a Ucrânia e as três fases da imigração para o Brasil.

O segundo filme é o longa-metragem “Iván” (produzido em 2010/2011 e lançado nos cinemas em 2015), retratando a vida do imigrante ucraniano Iván Bojko, que vive em Curitiba e é refugiado de segunda guerra mundial. O documentário é baseado nos diários pessoais dele e pano de fundo do filme é o comunismo soviético na Ucrânia e sofrimento desse imigrante nas mãos dos nazistas depois de ter sido sequestrado por eles numa aldeia rural da Ucrânia e levado para trabalho forçado na Alemanha no período da guerra.

O longa também foi selecionado no Edital de Licenciamento de filmes paranaenses promovido pela Secretaria de Cultura do Estado com o objetivo de estimular a difusão do audiovisual paranaense na Rádio e TV Educativa do Paraná (RTVE) – TV É-Paraná. As obras selecionadas e licenciadas passarão a fazer parte do cadastro de obras audiovisuais da RTVE pelo período de dois anos e serão veiculadas dentro da grade de programação da emissora.

A estréia do filme acontece dentro do festival internacional Olhar de Cinema. São duas sessões do filme dentro do festival. Dia 08/06 às 21h30min na sala 3 do Cine Itáu do Shopping Crystal no Batel, seguida de debate com o diretor Guto Pasko e Dia 09/06 às 16h30min na sala 4 do Cineplex do Shopping Novo Batel.

O filme foi produzido via Art. 1o. A da Lei do Audiovisual e contou com patrocínio master da COPEL através do Programa Conta Cultura da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, além de contar com patrocínio do BRDE, LAQUILA e CASAFERTIL.

Ficha Técnica:

Roteiro e Direção: Guto Pasko
Produção Executiva: Andréia Kaláboa
Direção de Produção: Amarildo Martins
Direção de Fotografia: João Castelo Branco
Captação e Edição de Som: Elenton Zanoni
Montagem: Guto Pasko e Heidi Peters

SINOPSE:

Em Prudentópolis no sul do Brasil, 75% da população são de origem ucraniana. Lá, os “brasileiros” sempre foram obrigados a compartilhar mesmo que involuntariamente, dos usos e costumes desse povo, que os “impôs” no dia-a-dia da população local por mais de um século, gerando muitos conflitos com quem não é ucraniano. Mas o processo de aculturação chegou, e para todos.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , ,

Categorias
Festivais, Notícias

Nenhum Comentário

Por Andréia Silva,

Filmes premiados em diversos eventos pelo mundo, como os festivais de Cannes, Veneza, Miami, do Rio, entre outros, serão exibidos até o dia 4 de junho na mostra “Olhar de Cinema 2012 – Festival Internacional de Curitiba”.

Ao todo, serão exibidas 72 produções, sendo 24 longas e 12 curtas-metragens internacionais, e 8 longas e 14 curtas nacionais.

Entre as obras brasileiras, serão exibidos os longas Sudoeste, de Eduardo Nunes, Mr. Sganzerla – O Signo da Luz, de Joel Pizzini, e Iván – De Volta Para o Passado, de Guto Pasko (veja o trailer abaixo).

O festival traz ainda a mostra de videoarte “Multiolhares”, com nove filmes, e uma programação especial com cinco produções de John Cassavetes (1929-1989).

As exibições, oficinas e demais eventos acontecem em diferentes locais da cidade, como o Espaço Itaú de Cinema, Cinemateca de Curitiba, Museu Oscar Niemeyer, Sesc Paço da Liberdade, Sesc da Esquina e Teatro Guairinha.

Paralelamente às exibições, será promovido o 1º Seminário de Cinema Contemporâneo de Curitiba, com palestras e debates que vão abordar diferentes aspectos da produção de cinema no Brasil e no mundo.

http://www.saraivaconteudo.com.br/Noticias/Post/45921

Mais informações sobre horários, locais e programação completa no site http://olhardecinema.com.br.

Serviço – Olhar de Cinema 2012
Quando: Até 4 de junho
Onde:Vários
Quanto: Entrada gratuita