Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , , ,

Categorias
Festivais, Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

A sessão especial será dia 27 de agosto de 2018 às 19:00hs na Cidade de Mallet/PR e terá a participação do diretor Guto Pasko para um debate com o público.

A mostra é promovida pelo Núcleo de Estudos Eslavos (NEES) da Universidade Centro-Sul do Paraná (UNICENTRO) e tem por objetivo ofertar uma mostra de filmes, acompanhada de debates, que propiciem reflexões sobre as teorias e práticas do cinema no âmbito da cultura eslava europeia e sul-americana.

As sessões da Mostra acontecerão entre agosto e novembro de 2018 no município de Mallet, interior do Paraná. O projeto prevê a exibição de quatro filmes, sendo que para cada exibição haverá também um debatedor responsável por apresentar o filme e conduzir a discussão.

Os filmes produzidos por imigrantes eslavos dialogam diretamente não só com aspectos históricos da Polônia, Ucrânia e Rússia, mas também com as correntes estéticas que conformaram os cinemas eslavos europeus. Ainda que os diferentes contextos geográficos e as diferentes épocas sublinham característica específicas da história dos povos eslavos e sua interação com outras nacionalidades e adversidades, por outro lado, inúmeros elementos se repetem na trajetória dos povos eslavas, seja imageticamente, literariamente, mas também historicamente. É nesse sentido que o subtítulo “imagen(s) eslavas” foi proposto, ou seja, trata-se de uma herança eslava que se manifesta de forma singular-plural, uma conjunção (e disjunção) de distintas variações: exílios, imigrações, perseguições, etc. Dessa forma, a Mostra pretende “fazer a costura” entre os filmes, estabelecendo relações entre eles, apontando para uma reflexão crítica sobre a obra de arte, mas também sobre as sociedades nas quais nos inserimos.

O longa-metragem documental “Entre Nós, O Estranho”, produzido pela GP7 Cinema, retrata a cotidiano do município paranaense de Prudentópolis, formado por 75% da população com origem ucraniana.

O projeto encontra-se vinculado ao Programa de Extensão do Núcleo de Estudos Eslavos da UNICENTRO.

Gp7 Cinema



Tags
, , ,

Categorias
Notícias

Nenhum Comentário

Como desenvolver criativamente uma ideia de série de TV (ficção ou não ficção) até chegar a um projeto com qualidade para apresentar a editais, produtoras e canais de televisão?

O CURSO

Como desenvolver criativamente uma ideia de série de TV (ficção ou não ficção) até chegar a um projeto com qualidade para apresentar a editais, produtoras e canais de televisão?

Um mergulho no processo de criação de uma série de TV – esta é a proposta do curso. Como se cria uma série de TV? No curso, serão apresentadas as principais dificuldades e técnicas para criar o universo de uma série, seus personagens, seus conflitos e suas principais tramas, até chegar a um projeto para apresentação a canais de TV, produtoras e editais. Também serão feitas análises de episódios de séries importantes, sempre visando entender como a criação é feita, como aprender com o que assistimos para criar projetos melhores.

Importante: o foco do curso é na realidade do audiovisual brasileiro, em termos de produção e possibilidades de realização. Os participantes do curso vão ter acesso a um profissional ativo no mercado, com conhecimento da dinâmica real dos canais e das produtoras e das possibilidades de inserção de roteiristas e diretores nesse mercado. Ao final do curso, os participantes terão a oportunidade de apresentar uma proposta resumida de série, para avaliação pelo professor.

CONTEÚDO

  • O que faz de uma série, uma série: as características do formato série e como aplicá-las.
  • O que diferencia as séries de ficção das de não-ficção e como aplicar as técnicas da ficção na não-ficção.
  • O que faz de uma boa série, uma boa série: ensino de técnica de análise das séries de qualidade, visando aprender com elas.
  • Os elementos da série: argumento, perfis de personagem, formato, “bíblia”, tudo que compõe o mundo da série.
  • O arco da temporada.
  • O que faz um bom personagem de série: técnicas de desenvolvimento de personagem, dinâmica do protagonista com demais personagens, redes de relações entre personagens.
  • A construção do protagonista. E como criar a partir de um protagonista.
  • Séries e processo colaborativo: apresentação de técnicas de trabalho coletivo para criação de séries (“writer’s room” ou sala de roteiristas).
  • Como deve ser um projeto de série: os elementos que um canal, um edital ou uma produtora esperam ver num bom projeto de série.
  • O mercado: análise da situação do mercado de séries no Brasil e das oportunidades para novos criadores, roteiristas e projetos.

PROFESSOR

David França Mendes é Roteirista-Chefe da produtora Mixer, onde cria e desenvolve projetos para TV e cinema. Escreveu longas-metragens, séries, documentários, curtas e programas de TV, tendo trabalhado com produtoras como a Mixer, a LC Barreto, a Pródigo e a Hungryman e canais como Multishow, SBT, GNT, Gloob, Fox, Futura e MTV. É o criador, em parceria com João Daniel Tikhomiroff, da série A Garota da Moto (SBT/Fox), finalista do Prêmio APCA de Melhor Série 2016 e do Prêmio ABRA, entre outros, e fez Supervisão de Roteiro da série Escola de Gênios (Gloob, em produção). Escreveu, entre outros, os roteiros dos longas Corações Sujos (ganhador do Prêmio Cinema Brasil de Melhor Roteiro Adaptado e do Prêmio Especial de Cinema da ABL) e O Caminho das Nuvens (um dos três finalistas do prêmio NHK-Sundance International). Criou e dirigiu as equipes de roteiro das séries A Garota da Moto (primeira e segunda temporada) e Quase Anônimos (Multishow).

QUANDO:

15 de Setembro de 2018
das 10h às 13h e das 14h às 17h

16 de Setembro de 2018
das 10h às 13h e das 14h às 17h

ONDE:

GP7 CINEMA: Rua Fagundes Varela, 1878, Jardim Social, Curitiba/PR.

QUANTO:

R$ 700,00

Pagamento em até 2x no cartão de crédito, sem acréscimo, via PAGSEGURO.

Para pagamentos antecipados há descontos conforme abaixo:

até 28 de Julho R$ 600,00

até 18 de Agosto R$ 650,00

até 14 de Setembro R$ 700,00

Gp7 Cinema



Tags
, , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

Pelo sexto ano consecutivo a produtora participa das rodadas de negócios com grandes players do mercado audiovisual internacional.

Neste ano a GP7 Cinema leva ao evento 04 novos projetos de séries de TV e 02 novos longas-metragens de ficção, além de conteúdos já finalizados para negociar licenciamentos em diferentes plataformas.

O Rio Content Market irá acontecer de 03 a 08 de abril na Cidade das Artes na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro, dentro do Rio2C, o maior evento de criatividade e inovação da America Latina.

A GP7 Cinema estará representada pelos sócios-fundadores Guto Pasko e Andréia Kaláboa, além de Amarildo Martins, produtor executivo na produtora.

Gp7 Cinema



Tags
, , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

Curitiba é uma metrópole que vive atualmente uma espécie de reformulação social, mantendo ainda em partes o seu ar de cidade provinciana e conservadora.

Nos últimos anos estão surgindo novos “Guetos Sociais” que vão se adaptando, como gays, lésbicas, manos do hip-hop, entre outros. Eram movimentos inimagináveis na cidade até então.

O grito de guerra dado por cerca de 150 jovens e adolescentes da periferia e adeptos do hip-hop – “Somos da Zona Sul e Oeste” – barrados na entrada de um Shopping Center que estava sendo inaugurado soou estranho no ouvido da população curitibana acostumada a dividir a cidade em bairros.

Ao que parece, a sociedade “curitibóca” terá de se acostumar a essa nova ordem, mas não sem conflitos.

O Telefilme é uma coprodução entre GP7 Cinema e Trópico Audiovisual, com direção de Guto Pasko e Diego Florentino.

Para abordar esse tema, o ponto de partida será esse episódio ocorrido ainda em 2008 e que chamou muita atenção da cidade. Duas faces de Curitiba que pouco convivem tiveram um encontro e nenhum dos dois lados ficou satisfeito com a experiência.

De um lado, os representantes dos “Guetos Tradicionais” da cidade. Eles ganham bem, usam roupas de grifes famosas, moram em condomínios fechados ou em boas casas e são adeptos do Shopping Center, uma mania curitibana.

Do outro lado, os representantes dos “Novos Guetos” da cidade. Eles usam roupas largas, moram longe, ganham pouco e se apresentam como moradores do Norte, Sul, Leste e Oeste, terminologia adotada para traduzir uma cidade que não se divide em bairros, mas em bolsões de pobreza.

Curitibano da gema é do bairro das Mercês, do Ahú, da Água Verde, do Batel, do Jardim Social. Mas eis que, de repente, quem estava por perto da muvuca se sentiu em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Nessas megacidades, os pontos cardeais são uma espécie de resumo da ópera: traduzem as linhas de trens e ônibus, as áreas de tráfico, o valor do lote e se o morador é suburbano ou usa tailleur. Resta saber se a nossa capital se rendeu ou não a essa ordem.

A cantoria dos garotos dos “Guetos da Periferia” na entrada do shopping nos evidencia que existe uma cidade subterrânea, que se organiza à sua moda, tem seus líderes, movimentos culturais e – como se vê agora – gogó bom o bastante para fazer se ouvir.

É esta Curitiba subterrânea, em contraste e conflito com a Curitiba do cartão postal, que este documentário pretende desvendar e retratar. Sejam bem-vindos aos “Guetos CWB”.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

O filme de Guto Pasko aborda o cotidiano do município paranaense de Prudentópolis e fecha a trilogia ucraniana do diretor, que conta ainda com os filmes “Made in Ucrânia” de 2006 e “Iván”,  lançado nos cinemas em 2015 e na TV paga brasileira em 2018 na emissora CINEBRASiLTV.

O longa-metragem documental “Entre Nós, O Estranho” foi selecionado no Edital de Licenciamento de filmes paranaenses promovido pela Secretaria de Cultura do Estado em 2017 com o objetivo de estimular a difusão do audiovisual paranaense na Rádio e TV Educativa do Paraná (RTVE) – TV É-Paraná, canal 9.

As obras selecionadas e licenciadas passaram a fazer parte do cadastro de obras audiovisuais da RTVE pelo período de dois anos e serão veiculadas dentro da grade de programação da emissora. A próxima exibição em rede estadual está prevista para o mês de abril de 2018.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

O longa-metragem ficção “Traslasierra”, de Franco Verdoia, uma coprodrução internacional da GP7 Cinema com a produtora argentina Contentto People, foi um dos projetos vencedores do edital de coprodução Brasil-Argentina 2017, promovido pela ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em parceria com o INCAA – Instituto Nacional de Cinema e Artes Audiovisuais, da Argentina.

O concurso binacional disponibiliza o equivalente a 1 milhão de dólares para a produção de quatro longas-metragens. A GP7 Cinema receberá 250 mil dólares de investimento do FSA/BRDE como coprodutora brasileira minoritária no longa-metragem argentino através da linha PRODECINE 07/2017.

“Traslasierra” conta a história de PABLO e o reencontro com um passado terrível. Pablo, sua esposa e filho estão hospedados no mesmo hotel onde ele acha que o homem que o abusava na infância também está hospedado. Este encontro casual, 30 anos depois, ocorre em um contexto estranho, no feriado de Páscoa, na província de Córdoba, Argentina, em uma atmosfera amigável e familiar em meio a belas paisagens, mas também selvagem.

Confrontado com a ironia do acaso, Pablo começa um retorno perturbador para sua infância, germinando para si uma possível justiça.

O roteiro de “Traslasierra” participou da 14ª edição do Curso de Desarrollo de Proyectos Cinematográficos Iberoamericanos da Fundação Carolina / Programa IBERMEDIA em Madrid/Espanha em 2016 e o roteiro do longa-metragem brasileiro “Sereis Uma Só Carne”, de Andréia Kaláboa em parceria com Tiago Lipka, também participou desta mesma edição do laboratório de desenvolvimento europeu, que contempla projetos de longas-metragens Ibero-Americanos. Ainda no Pitching dos projetos em Madrid a produtora GP7 Cinema iniciou as primeiras conversas com o diretor argentino para uma possível parceria de coprodução internacional, que agora se concretiza.

As filmagens do longa-metragem estão programadas para o mês de julho de 2018 na província de Córdoba, Argentina. A produção é assinada por Felicitas Raffo pela Contentto People e por Andréia Kaláboa e Guto Pasko pela GP7 Cinema.

Desde 2011, a ANCINE realiza anualmente editais de coprodução com a Argentina, em parceria com o INCAA. Entre os ganhadores de edições anteriores estão os filmes “El Ardor”, de Pablo Fendrik, que fez parte da programação oficial do Festival de Cannes 2014; “Mate-me por favor”, de Anita Rocha da Silveira, selecionado para o Festival de Veneza e premiado com o troféu Redentor de melhor direção de ficção no Festival do Rio em 2015; e “Zama”, de Lucrecia Martel, exibido na edição deste ano do Festival de Cinema de Veneza e representante argentino para os prêmios Oscar e Goya.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

Os primeiros quatro episódios da série de ficção “Contracapa” estão saindo das ilhas de edição nesta semana para o processo de finalização. Agora os episódios vão passar pelas etapas de edição de som, trilha sonora, tratamento de cor e acessibilidade. Ao todo são 13 episódios de 52 minutos cada.

As filmagens aconteceram nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro de 2017 na cidade de Curitiba. Essa é a primeira grande série de ficção produzida no Paraná.

A estrutura narrativa da trama da série “Contracapa” tem como base o desenvolvimento de uma grande reportagem investigativa sobre um caso de armação e corrupção política, mostrando as etapas, desafios e impasses que geralmente cercam este tipo de matéria dentro de um grande jornal.

O gênero da série é o drama permeado em boas doses de suspense, pois estamos tratando de uma obra que apresenta um desenvolvimento de fatos e circunstâncias do cotidiano de um grande jornal impresso, a “Gazeta Brasileira”, compatíveis com os que acontecem (ou podem) numa redação e nos bastidores de uma grande investigação jornalística real, permeada por um conjunto de acontecimentos complicados, difíceis e tumultuosos.

Trata-se uma um Thriller de investigação, porém, ao invés de policiais, temos uma equipe de jornalistas em campo atrás dos fatos.

A série foi criada pelo jornalista e roteirista Rafael Waltrick com colaboração do roteirista e diretor Guto Pasko, que assina a direção geral de “Contracapa”. Andréia Kaláboa assina a produção e o argentino Franco Verdoia a codireção.

A produção foi financiada pelo PRODAV 12, linha do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) destinada a fomentar conteúdos para a grade de programação das TV´s Públicas. A estréia está prevista para o segundo semestre de 2018 na TV Brasil, que distribuirá o conteúdo para toda a rede pública de televisão. Seis meses após a estréia na TV aberta a série chegará na grade de programação da TV Paga também.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , , , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

Os projetos “Aldeia Natal” e “Além-Fronteiras” foram selecionados nos editais da Fundação Cultural de Curitiba e da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, respectivamente, dentro das chamadas públicas de Arranjos Regionais com investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) para financiamento de projetos de produção de conteúdos audiovisuais brasileiros independentes.

Nesta linha de financiamento, o FSA/BRDE faz suplementação de recursos financeiros em aportes da administração pública direta ou indireta estadual, do Distrito Federal e das capitais. É a segunda vez que a Fundação Cultural de Curitiba participa da linha de Arranjos Regionais da ANCINE e FSA/BRDE e a primeira que a Secretaria de Cultura do Estado participa, o que elevou significativamente o volume de recursos para a área de audiovisual paranaense.

O projeto “Aldeia Natal” além da versão telefilme, terá uma versão longa-metragem para cinema.

ALDEIA NATAL
Narrado em primeira pessoa através da voz do próprio cineasta Guto Pasko, “Aldeia Natal” será um filme pessoal e familiar.

Guto Pasko, roteirista e diretor, é também personagem desse documentário e irá retornar à sua cidade natal, Prudentópolis, na colônia rural de Queimadas, no interior do Paraná para tentar uma reconciliação familiar.

O cineasta é o primogênito do casal de agricultores João Pasko e Cecília Ternosky Pasko e em função de uma promessa religiosa, seus pais tentaram obrigá-lo a ser padre, pois ter um filho religioso seria uma questão de honra para a família. Revoltado, Guto Pasko saiu de casa aos 11 anos de idade, brigado com a família. Três décadas renegando sua origem, agora ele volta para uma reaproximação com a família.

“Aldeia Natal” irá investigar a história e conflitos dessa família. Como a educação conservadora e rígida afetou a ele próprio e a cada um dos seus 10 irmãos e como os seus pais confrontam hoje em relação ao processo de aculturação dos seus filhos.

Em uma investigação pessoal, etnográfica e cultural, “Aldeia Natal” faz uma reflexão sobre os cárceres individuais (culturais/humanos). As dificuldades de cada um em encarar os seus traumas pessoais na busca de uma melhor compreensão da vida. O entendimento dessas rupturas espaciais, emocionais e temporais, bem como as suas transformações diversas – psicológicas, físicas e biológicas – reapresentadas pela família de Guto Pasko.

ALÉM-FRONTEIRAS

“Além-Fronteiras” irá documentar num telefilme de 52 minutos a memória viva e as histórias pessoais dos sobreviventes do Holocausto que vivem em Curitiba.

Muitos dos que sobreviveram e conseguiram fugir do Holocausto vieram parar na capital paranaense e alguns poucos deles ainda estão entre nós, mas sabemos que por muito pouco tempo. A cada sobrevivente que morre, parte importante da história vai com eles.

Será um telefilme focado na memória e na oralidade. A preocupação maior será com a palavra, livre, solta, aleatória, sem didatismos históricos.

Serão entrevistas pessoais, intimistas, humanizadas, com cada personagem acessando as suas memórias ao seu tempo.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

Cinco longas-metragens produzidos pela GP7 Cinema com direção de Guto Pasko integram a programação de dezembro do Canal Pago CINEBRASiLTV, especializado em conteúdo nacional.

Sobre os filmes:

“Made in Ucrânia – Os Ucranianos no Paraná” – 102 min / 2006

O longa-metragem faz um resgate histórico da imigração ucraniana no Estado do Paraná, desde a chegada dos primeiros imigrantes há 110 anos atrás até os dias de hoje, mostrando como os imigrantes mantiveram vivas todas as suas tradições e costumes, tais como a língua, o folclore, a religiosidade, os cantos, artesanato e arquitetura, influenciando diretamente na cultura paranaense.

Mais do que retratar a história desse povo no Paraná, o filme e a minissérie nos mostram um panorama geral da Ucrânia e dos principais acontecimentos políticos que marcaram a sua história, explicando os motivos das três fases da imigração desta etnia ao Brasil, traçando um paralelo entre as comunidades ucranianas do Brasil com a história da Ucrânia antiga, desde o Principado de Kiev até os dias de hoje, nos evidenciando que, um século depois, a situação econômica e política da Ucrânia não mudaram muito e os ciclos imigratórios continuam.

“A Guerra de Toyo” – 71 min / 2013

Toyo Kato é japonesa, mas vivia na Manchúria (China) no período da segunda guerra mundial. Ela não sabia o que estava acontecendo ao seu redor, nem do que fugiam. Nunca viu nenhum confronto de perto, mas presenciou a morte trágica do marido, das duas filhas e de muitas outras pessoas. Depois de tentativas frustradas de suicídio, ela encontrou forças para reconstruir a sua vida no Brasil. A Guerra de Toyo é um relato impressionante de uma sobrevivente dos bastidores periféricos de uma guerra.

“Numa guerra não há exceção, todos sofrem” – Toyo Kato.

“Sim, também somos ucranianos” – 71 min / 2013

A imigração ucraniana para o Brasil teve início no ano de 1891, com a chegada ao Estado do Paraná de oito famílias de imigrantes provenientes da cidade de Zolotiv, Província de Lviv, região oeste da Ucrânia. Na sequência, tivemos mais três grandes levas de imigração para o país. 120 anos depois da chegada dos primeiros imigrantes, um grupo de 186 brasileiros, a maioria descendentes destes imigrantes ucranianos, retorna ao país de origem de seus antepassados para comemorar esta data simbólica, que coincidiu com as comemorações dos 20 anos de Independência da Ucrânia. No encontro com a Ucrânia de hoje, muita alegria, emoção e surpresas. Uma verd adeira imersão histórico-cultural no cotidiano desse país e seu povo, que apesar de sempre ter sido subjugado, jamais abandonou suas crenças e tradições.

E esta identidade ucraniana é arduamente mantida até hoje pelos descendentes que vivem no Brasil, que têm muito orgulho em dizer: “Sim, também somos ucranianos!”

“Clube dos Solitários” – 71 min / 2015

Um programa de rádio em Curitiba, comandado por Rosaldo Pereira, resistiu por quatro décadas no ar a moda antiga e ajudou a milhares de corações solitários a encontrarem sua cara metade através de cartas e do “Clube dos Solitários”, onde librianas carentes, leões abandonados e geminianos à procura de sua alma gêmea se encontram. No Clube dos Solitários o amor acontece.

“IVÁN” – 109 min / 2015.

Em 1942 Iván Bojko foi arrancado pelos nazistas de sua aldeia natal e levado para Alemanha para trabalhos forçados. Em 1948 ele imigrou para o Brasil como refugiado da segunda guerra mundial e nunca mais conseguiu voltar para a Ucrânia, mas se manteve ligado às tradições culturais do seu país através da musica.

68 anos depois, o filme documenta o retorno de Iván Bojko a sua terra natal, numa verdadeira viagem de “volta ao passado”, já aos 91 anos de idade.

Baseado nos diários de Iván, as imagens e sons funcionam como canais de acesso a uma experiência do imaginário, que atravessam as simples lembranças do imigrante e chegam ao nosso imaginário também.

Gp7 Cinema



Tags
, , , , , , ,

Categorias
Guto Pasko, Notícias

Nenhum Comentário

O longa-metragem IVÁN da GP7 Cinema com direção de Guto Pasko chegou nesta semana na TV por Assinatura em rede nacional no canal CINEBRASiLTV que está disponível em várias operadoras.

Em 1942 Iván Bojko foi arrancado pelos nazistas de sua aldeia natal e levado para Alemanha para trabalhos forçados. Em 1948 ele imigrou para o Brasil como refugiado da segunda guerra mundial e nunca mais conseguiu voltar para a Ucrânia, mas se manteve ligado às tradições culturais do seu país através da musica.

68 anos depois, o filme documenta o retorno de Iván Bojko a sua terra natal, numa verdadeira viagem de “volta ao passado”, já aos 91 anos de idade.

Baseado nos diários de Iván, as imagens e sons funcionam como canais de acesso a uma experiência do imaginário, que atravessam as simples lembranças do imigrante e chegam ao nosso imaginário também.


Próximas Apresentações
Datas / Horários
quarta-feira, 29/11/2017 às 23:55
sexta-feira, 01/12/2017 às 03:00
segunda-feira, 04/12/2017 às 14:30
quinta-feira, 14/12/2017 às 15:40